Uma poltrona cor de rosa era o meu lugar favorito de leitura, quando adolescente.
Neste blog, minha nova poltrona cro de rosa, quero registrar textos que me tocaram, em dferentes fases da vida.

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Pensamentos I - Silvana Gonçalves Luiz


Pensamentos I - de Silvana Gonçalves Luiz

 

 

Pensamentos-poemas que traduzem a vivência, a maturidade e a sensibilidade da autora.

Ao longo da leitura aprendemos com Silvana que o tempo é fugaz, que nos transforma e que pode ser amigo ou inimigo. Passeamos dentro do livro pela abordagem, a um tempo filosófica e poética, que a autora faz do medo, da culpa, da inocência, pela constatação de     que e um instante tudo pode acontecer e mudar. O amor, em suas diferentes formas, é presença constante nestes Pensamentos. Todos os sentimentos humanos são neles abordados com propriedade.

Entre tantos temas, fascinou-me ver a convicção de que a felicidade existe e que está ao nosso alcance, porque revela a esperança que, não obstante alguns revezes, é companheira constante da autora.

Parabéns, Silvana, pela realização do sonho de ver seu livro publicado e muito sucesso.

 

Pensamentos I – Silvana Gonçalves Luiz – All Print Editora, 2011.

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Intevalos - livro de Liz Rabello


Foto por Lu Narbot
 
 
 
INTERVALOS  
LIZ RABELLO
 
Li, ou melhor, “devorei”, o livro Intervalos, de Liz Rabello.
Com sua escrita clara, poética, sensível, a autora nos conduz por trechos de sua vida, de modo ameno e agradável. Desde seu estágio no útero, ela vem caminhando pelas trilhas da infância, entre apagões e brincadeiras à luz de velas. Passa pelos atalhos da adolescência, época de amores eternos, pela fase adulta, maternidade, dores e alegrias, com maestria, bom senso, humor e habilidade.
“Código AGV” é suspense do começo ao fim!
“Ser mãe é fatal”, deixa qualquer mãe de coração apertado e parece história inacreditável, mas ela jura que é verdadeira. Como não enxergar ali a mão da Providência?
Em “Memórias de uma Professora” ela nos faz acreditar que é possível transformar este país, basta haver boa vontade e senso de dever.
Seu amor pelos bichos é contagiante. Vejam lá “Meus amigos Peludos e outros mais”.
Mas o que mais encanta em Intervalos, é o amor que Liz revela pela Vida, e a sabedoria que esta lhe proporcionou.
Sim, Liz, você tem razão, “entre a metamorfose e o voo, é possível ser feliz.” Estou certa de que sempre haverá uma violeta entre as pedras do seu caminho.
Parabéns pelo livro, que recomendo a todos.
 
Lu Narbot